Planejar e idealizar: dois verbos insuportáveis

Vocês não têm noção de quantos textos eu planejei pra postar aqui. Planejei resenhas de dois filmes, planejei um texto sobre falta de originalidade… e todos foram parar no lixo.
Não é que eu queira parar de escrever. Nesse caso o verbo está errado, não se trata de querer. Mas talvez não seja a hora certa. Ou talvez nunca mais seja a hora certa. Talvez escrever tenha sido só uma fase da minha vida, assim como gostar de aprender sobre planetas e achar que queria ser cientista, ou rabiscar casas e achar que poderia ser arquiteta, ou gostar do meu pediatra e por isso querer ser uma…
Eu não sei muito bem. Só sei que fiz planos; idealizei um futuro, idealizei coisas, pessoas; e de repente (não mais que de repente) vejo tudo isso desmoronar, desabar, como num piscar de olhos. E então me vejo forçada (por mim mesma, na verdade) a rever toda a minha vida, inclusive quem eu sou.
Talvez seja só efeito da TPM e da grande avalanche de acontecimentos a qual fui submetida nas últimas semanas. Mas não me vejo capaz de produzir textos que prestem, pelo menos por uns tempos…
Espero que entendam =/

Beijos e volto quando (se) puder!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s