Diário: Deus abençoe a religiosidade uspiana

Resolvi fazer um post num estilo que eu não faço há um boooom tempo (aproximadamente um ano, eu diria). Uma coisa mais “Querido diário”, contando um pouco do que tem acontecido na minha vida nos últimos tempos. Essa categoria servia pra isso, na verdade, mas acabei usando-a pra postar textos líricos que tivessem a ver com o que eu sentia naquele momento. Enfim, sem mais delongas, vamos ao post em si.

Olá, pessoas!
Faz tanto tempo que não faço um post contando sobre a minha vida que nem sei mais como começar…
Como vai a vida de vocês? Tudo bom? Vocês tem aproveitado bem o ano?
Ok, ok, parei com isso.
A verdade é que meu 2013 veio cheio de mudanças. E a maior delas (quer dizer, tirando uma que já foi abordada no post retrasado) é que agora eu sou uma universitária. Sim, caros leitores, eu passei na USP! *.* Não que você provavelmente já não saiba disso, porque né, 99% das pessoas que acessam esse blog fazem parte do meu círculo de amigos próximos hahaha…
“Wow, Luiza, parabéns! Qual curso?”. Agora é que vem a parte chata: meu curso se chama Editoração. Sim, eu sei, você nunca ouviu falar. Não, ele não é um curso novo. Em 2012, nosso querido curso de Editoração fez QUARENTA anos de USP. O curso, como já diz o nome, te torna um editor, de livros, revistas, entre outros. Sim, existe um curso pra te tornar um editor. E são apenas quinze malucos que todo ano resolvem se tornar a nova turma de “Edit”  (o nome carinhoso que a gente dá pro curso).
Mas por que eu escolhi esse curso? Simples: porque ADORO ler e escrever. E uma das maiores tarefas de um editor (mas não a única, que fique bem claro) é selecionar, julgar e revisar textos. E confesso que vou me divertir escolhendo o próximo sucesso literário, ou corrigindo os pequenos errinhos que existirem nos textos que me forem enviados.
Quando eu digo que “não é a única”, é porque um editor também brinca de mexer com capas, com o design do texto, com a COSTURA do livro (sim, entre em choque) entre outras cositas más. Temos que escolher papéis especiais pra cada tipo de livro. É, meu caro amigo, a vida de um editor não é tão fácil e prazerosa quanto parece.

Ok, fiz toda uma exposição resumida sobre de que se trata meu curso, mas acabei não falando muito de como anda minha vida.
Meu primeiro contato com a universidade foi na chamada “semana de recepção aos calouros”, que ocorreu de 25/02 a 01/03. Só participei de dois dias, e foram bem legais, mas não é pra mim. Meu saldo do segundo dia foi um celular novo com tela trincada, muita fome e uma crise de rinite que durou uns bons dois dias. Apesar de tudo, eu gostei das atividades.
Daí na semana seguinte teríamos a primeira semana de AULAS. E sim, eu também entrei um pouco naquela história da “crise da primeira semana”. Digamos que tudo é meio assustador e diferente do ensino médio, e que nem sempre o nome das matérias traz uma expectativa que traduza o que a aula é. Sim, passei por aquilo de falar “seráááá que escolhi o curso errado?”. Ainda mais porque, oi, demorar no mínimo uma hora e meia pra voltar pra casa, quando você estava acostumada com uma rotina de “15 minutos a pé” não é fácil. E dá aquele medinho de pensar que você está fazendo tooodo esse esforço pra não ser tudo o que você esperava.
Ainda assim, algumas aulas compensaram, e me fizeram crer que, sim, estou no caminho certo. PRINCIPALMENTE “Língua Portuguesa: Revisão de Texto I”. Toda sexta-feira eu chego naquela bendita ECA com a motivação de que terei uma aula LINDA pra fechar a semana com chave de ouro. Tudo bem que agora que o professor querido vai viajar e teremos um substituto (desconhecido até pelos veteranos) no lugar, estou me sentindo meio triste e perdida. Mas se o conteúdo da aula continuar o mesmo…❤
Tem também os projetos paralelos: Fórum da Editoração, no qual nós calouros teremos que trabalhar, e Original Reprovados, a revista mais LINDA da USP, na qual poderei FINALMENTE selecionar/julgar/revisar textos (muahahaha).
E pra encerrar, tivemos também um “picnic edit”. Quanto a esse, não posso contar muitos detalhes, caso você tenha se interessado pelo curso e queira se tornar um de nós ano que vem (ou nos próximos anos). Vamos só dizer que é uma experiência única, e com muita comida gostosa.

Ah, e o título… a semana santa é uma semana de recesso na universidade. Trocando em míudos, NÃO TEM AULA A SEMANA TODA! =D Estou aproveitando pra recuperar minhas horas de sono e me recuperar das sucessivas crises de rinite que ando tendo, além de ler coisas do próprio curso e começar alguns livrinhos…

Como diria um velho ditado, “Edit é mais legal”.

Edit

Que lindinho, todos os 15 malucos do ano no muro da Vivência *.*

P.S.: Oi, enjoei daquele tema antigo e resolvi mudar. Espero que tenham gostado ^^

4 comentários sobre “Diário: Deus abençoe a religiosidade uspiana

  1. Oi Luiza, tudo bem? Pense em uma pessoa completamente de Humanas e que faz um curso ferrado de Exatas na UNIFESP: eu!
    Conheci Editoração há muito pouco tempo, mas pelo que pude perceber nas minhas pesquisas é que ele reúne tudo o que eu sempre quis fazer mas nunca sabia por qual caminho seguir.
    Por acaso você tem algum e-mail do blog para que eu possa entrar em contato com você, só para tirar algumas dúvidas sobre FUVEST e Edit? Será um e-mail só, prometo! rs

    Obrigada!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s