YouTube killed the TV star

(Eu não acredito de fato nesse título, mas precisava fazer a piadinha, perdão)
Eu confesso: sou uma rata de YouTube. Sou inscrita em mais de 60 canais (embora acompanhe fielmente poucos deles) e gasto ao menos alguns minutos do meu dia me atualizando e assistindo aos updates mais recentes dos meus canais favoritos.
Inspirada pela série de YouTubers favoritos que a Tatiénne tá fazendo, resolvi compartilhar um pouco desse meu quase-vício com vocês. Serão três canais nacionais e dois canais do YouTube gringo que eu amo de paixão, do tipo que me deram vontade de ver todos os vídeos de uma vez só e de ver o novo assim que ele sai. Lembrando que eles estarão em ordem alfabética, porque é impossível colocar uma ordem de preferência nessas maravilhas.

YouTube Brasil:

1- Jout Jout, do canal JoutJout Prazer
Essa mulher merece o título de rainha do YouTube nacional. É difícil falar sobre a Jout Jout sem incorrer nas mesmas velhas coisas que todo mundo diz, mas vamos lá. Além de ela ser muito divertida e bem louca (a ponto de dançar num supermercado – sério, o que é essa mulher? <3), ela aborda uma série de assuntos sérios, tensos e tabus de uma maneira muito leve e deliciosa. Relacionamento abusivo, copinho menstrual, HIV? Tá tendo, sim, senhor! E pra não indicar o mesmo vídeo que todo mundo indica (e que é, inclusive, o mais visto do canal), vou apresentar vocês pro Jumpy.

Se eu fosse vocês, também veria: o funk do cajado, por razões óbvias e ululantes; esse sobre masturbação feminina, porque quebrar tabus é sempre bom; esse com dicas de perguntas pra se fazer ao conhecer alguém, pra levar pra vida.

2- Luba, do canal LubaTV
Muitos youtubers dizem que se sentem mais “espontâneos” em frente à câmera ao longo do tempo, mas um dos poucos em que eu sinto que essa “espontaneidade” não é um nome falso pra “exagero” é com o Luba. Além de ser divertidíssimo (e bem louco), o Luba consegue produzir um conteúdo que já ajudou muita gente financeiramente e ele insiste sempre que o fato dele fazer vídeos pra internet não o torna melhor que ninguém (alguém poderia tatuar essa ideia na testa da maioria dos youtubers, pfvr?). Destaque também pra Tia Carminha e Tio Otto, que são duas  explicações ambulantes pro jeito como o Luba é.
[Fun fact: o Oitavo Planeta é o único canal de “daily” vlogs no qual eu sou inscrita. Luba e Sange <3]

Se eu fosse vocês, também veria: as pessoas que ele indica pra carregarem a tocha, que me emocionou; esse sobre o Amazing Project, que é uma ideia muito boa; esse sobre as características legais nas crianças, que é divertido e curioso.

3- Tavião, do canal Coisas Que Nunca Vivi (ou evitava viver)
Posso até gostar do Rolê Gourmet (canal de culinária que o Tavião divide com o Pc Siqueira), mas o Coisas foi uma das melhores coisas que aconteceu no YouTube esse ano. Cada vez que começo a ver um vídeo dele, sinto que aquela é uma conversa exclusiva comigo (parece bobo, eu sei, mas o Tavião tem um jeito tão gostosinho de falar com a câmera <3). Todas essas experiências novas para o Tavião parecem um grito surdo pra que eu também passe a viver coisas que nunca vivi (ou evitava viver). Além disso, nos momentos em que não compartilho das opiniões e dos sentimentos que ele expõe no vídeo, ao menos eles servem para que eu me divirta ou para que eu reflita sobre algo.

Se eu fosse vocês, também veria: esse vídeo do pneu, que me fez rir muito; esse com ele se desfazendo de alguns objetos, que me deixou meio triste e reflexiva; esse dele ajudando a construir uma laje, que foi uma atitude bem legal da parte dele =D

YouTube Internacional:

1- Dan, do canal danisnotonfire
Acho que qualquer pessoa socially awkward se identificaria facilmente com uma porção de vídeos do Dan. No canal, ele compartilha uma série de histórias da vida dele que deram absurdamente errado, fala sobre as várias características dele (reasons why Dan is a fail, yay!), entre outras coisas. O mais legal disso tudo é que ele geralmente trabalha com mini-esquetes que proporcionam ainda mais identificação pra quem já passou por isso (além de facilitar pra quem nunca viveu algo parecido). Vale ainda mencionar os vídeos do “internet support group“, que são os melhores desse estilo de conselhos em todo o YouTube, e o sotaque britânico ma-ra-vi-lho-so dele.

Se eu fosse vocês, também veria: esse sobre medo de subir no palco, porque me identifico pacas; esse em que ele fala um pouco como sobre a internet é cheia de gente meio cruel, porque concordo muito; esse dele analisando o site que ele tinha com 12 anos, pelas risadas.

2- Nat, do canal communitychannel
Se tem uma coisa que me intriga muito é saber de onde surgem as ideias pros vídeos da Nat. Tudo bem, são coisas que já passaram pela cabeça de muitos de nós, mas ela vai mais a fundo e começa a criar umas situações fictícias muito divertidas em cima de momentos cotidianos que passam despercebidos pela maioria de nós. O communitychannel foi um dos primeiros canais a trabalhar com esquetes de um youtuber com ele mesmo, e a edição dela também é uma coisa semi-profissional. Além de vídeos divertidíssimos e muito reais pra maioria das pessoas, é bem interessante assistir àqueles em que ela fala um pouco sobre a comunidade asiática, principalmente na Austrália (outro sotaque delicioso, aliás).

Se eu fosse vocês, também veria: esse vídeo sobre o buraco que fica na cortina dos provadores, porque ele é universal; esse sobre pessoas que dizem que se parecem com celebridades, que é muito real; e esse em que ela cria toda uma teoria sobe as fotos de quebra-cabeça, que é sensacional pela criatividade.

Bonus Track:

As meninas do The Hillywood Show fazem umas paródias fantásticas de muitas séries e filmes, mas preciso deixar aqui no post esse que é um dos meus vídeos favoritos em todo o YouTube:

13 comentários sobre “YouTube killed the TV star

  1. De sábado para domingo eu sonhei que a Jout Jout fazia um vídeo mostrando o Caio, e eu ficava meio chateada porque eu não queria ver a cara dele e preferia que o mistério continuasse. HAHAHAHA
    E concordo com a afirmação do canal do Tavião ser a melhor coisa do ano no YT. Via ele no Rolê como apenas um palhaço (e não no mau sentido, mas via apenas a “superfície” dele), mas a face que ele mostrou no Coisas me agradou muito. E me identifiquei pra caramba com alguns sentimentos que ele descreveu em vídeos. E sim, o tom de voz dele falando com a câmera dá uma atmosfera intimista que nos faz sentir conversando com ele.

    • Eu já conheço o rosto do Caio (deveria ter escrito “de Caio”, porque a Jout Jout parece meio avessa a artigos definidos hahaha). Não aguentei, a curiosidade foi maior do que a vontade de manter o mistério hahahahaha
      Acho que foi essa a diferença que eu notei também: eu gosto das conversas “bobas” que ele tem com o PC, mas no Coisas ele mostra um lado diferente dele que me agradou muito.

  2. Ai Luiza, sabe que essa onda de youtuber ainda não me pegou? Assino uns dez canais, se muito, e nunca me lembro de assistir aos videos novos, haha. Procuro só se preciso mesmo de alguma coisa, tipo uma receita, mas não fico assistindo todo vídeo que é lançado. De todos os que você listou, só assisti mesmo à paródia de Supernatural porque Supernatural é meu seriado favorito da vida e foi só. Tenho um pouco de abuso da Jout Jout, pra ser sincera, haha.

    Ah, e aproveitando, deixa eu responder tua pergunta (respondi no blog também, mas acho que aqui é melhor pra você ver!): Stephen King tem muito livro ótimo, mas pra começar tenho que recomendar “O Iluminado” que é a peça mais brilhante da coleção dele. E depois, se gostar, emenda logo “Doutor Sono”, é muito bom. Não sei se dá pra comparar com Poe (que eu ainda não li, me recomenda alguma coisa!), mas são dois livros com suspense e tensão na medida, incríveis. ♥

    Um beijo!

    • Como eu sou muito pouco de tv (tirando algumas séries), o YouTube é meio que meu substituto. Mas assim, pra falar a verdade eu só vejo cada vídeo lançado desses cinco canais que eu mencionei. Quanto aos outros, vejo um vídeo ou outro que me chame a atenção. E essa paródia é divina, logo que lançaram eu devo ter visto umas dez vezes seguidas de tanto que eu amei hahaha
      Nossa, muito obrigada pelas recomendações! Vou procurar os dois e depois te conto o que eu achei. O Poe não é muito de histórias longas, ele publicou duas novelas e o resto da produção dele é de contos e poesia, então aguenta que vou te recomendar meus contos favoritos (os nomes estão em inglês porque já vi trocentas traduções diferentes dos títulos): The Tell-Tale Heart (meu favorito), The Black Cat, The Masque of the Red Death, The Pit and the Pendulum. O que eu mais gosto nele é quando ele brinca com uma ideia meio de “é um perigo real ou é loucura do personagem?”.

      • Sempre que quiser recomendação de livro, é só dizer! ADORO conversar sobre o tema! E obrigada pelas indicações do Poe, vou procurar esses títulos já!❤

  3. Pingback: We played hide and seek in waterfalls… | Miniature Disasters

  4. AAAAAH 👏 Fiquei tão feliz o dia que você comentou comigo sobre o Dan, que eu fiquei “OMG, OBRIGADA, SENHOR, POR COLOCAR ALGUÉM NA MINHA VIDA QUE TBM CONHECE DANISNOTONFIRE!!!” ❤ \o/ Btw, obrigada por me apresentar o Coisas e indicar que o YouTube tem mto mais conteúdo do que eu achava que tinha! Agora sou uma pessoa viciada em TV, cinema, Netflix e YouTube! HAHAHAHAH 😅❤💃 (vou nem falar dos jogos, pq, né hahaha ❤). Além disso to feliz que vc esteja postando com mais frequência 😃💕

  5. Pingback: Uma caixinha mensal de surpresa e amor | Miniature Disasters

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s