Água fria, fria água

Ou “uma reflexão sobre o ódio que os chuveiros sentem por mim”

Outro dia me peguei comemorando a água morninha que caía nas minhas costas, apesar do chuveiro estar na temperatura máxima, num dia em que São Paulo presenteava seus habitantes com alguma garoa e muito vento. Isso não deveria ser motivo de alegria para a maioria das pessoas, mas dada a qualidade dos insucessos anteriores com banhos, uma água morna era quase uma vitória.
A quantidade de histórias do gênero que eu acumulei com meus vinte anos é de fazer inveja a muita gente mais velha. De energia e disjuntores caindo a chuveiros quebrando no meio do banho e até mesmo uma ducha inteira despencando no chão e pegando fogo (essa é definitivamente a melhor de todas), posso dizer que fui premiada com todo tipo de causo pra compartilhar com as gerações futuras.
Encaro o momento do banho como uma pausa pra mim mesma. Posso refletir sobre meu dia, repassar as atitudes recentes, conversar comigo (às vezes em voz alta), desenvolver temas que têm se passado na minha cabeça (também periodicamente em alto e bom som… ops). A água funciona como relaxante muscular em alguns dias especialmente tensos. E, por que não, de vez em quando crio situações fictícias ou me imagino num palco fazendo uma performance brilhante daquela música que não sai da minha cabeça. Por que motivo, então, que meus chuveiros não colaboram?
Se eles falassem, o que diriam pra mim? Será que estão cansados dos meus discursos ou das minhas cantorias? Será que não aguentam mais o fato de que algumas das minhas reflexões não saem do papel? Será que diriam uma série de impropérios e explicariam que pararem de funcionar era a única maneira de se comunicar comigo?
Não sei. Até porque toda essa história de objetos inanimados que criam vida é só mais um fruto da minha imaginação fértil (e talvez um pouco de culpa da minha infância regada a Disney). De qualquer forma, faço aqui meu apelo: chuveiros, por favor, gostem mais de mim!

Resolvi encerrar o ano blogueiro com um dos posts mais “cronísticos” (e curtos hahaha) que eu já fiz. Desejo a todos vocês uma ótima passagem de ano e um 2016 maravilhoso! Volto em janeiro com um post contando um pouco mais sobre uma das coisas mais agradáveis dos meus últimos meses.

15 comentários sobre “Água fria, fria água

  1. *Torcendo pra que o comentário vá dessa vez; farei alguns testes e aí vão 5 comentários iguais (não duvido)*

    Hahahaha adorei esse texto! Já conhecia sua relação com os chuveiros, mas lendo agora eu relembrei os momentos em que você me contou tudo isso pessoalmente. Na minha casa acontece o mesmo, se algo dá errado com o chuveiro pode ter certeza de que quem usava era eu, mas definitivamente não foram casos tão traumáticos quanto os seus (sempre dou risada na parte do fogo porque lembro da sua expressão enquanto contava hahahaha).

    Espero que seu 2016 seja maravilhoso! E quero saber sobre essa sua coisa agradável e contribuir, da maneira que me for possível, pra que existam ainda mais ❤

  2. *Torcendo pra que o comentário vá dessa vez; farei alguns testes e aí vão 5 comentários iguais (não duvido)*

    Hahahaha adorei esse texto! Já conhecia sua relação com os chuveiros, mas lendo agora eu relembrei os momentos em que você me contou tudo isso pessoalmente. Na minha casa acontece o mesmo, se algo dá errado com o chuveiro pode ter certeza de que quem usava era eu, mas definitivamente não foram casos tão traumáticos quanto os seus (sempre dou risada na parte do fogo porque lembro da sua expressão enquanto contava hahahaha).

    Espero que seu 2016 seja maravilhoso! E quero saber sobre essa sua coisa agradável e contribuir, da maneira que me for possível, pra que existam ainda mais ❤

    • O que os chuveiros têm contra a gente? Podia ao menos ter um revezamento de quem se ferra durante o banho, né?!
      Essa história do fogo eu conto pra basicamente todo mundo porque é uma daquelas coisas que só acontecem uma vez na vida (ou pelo menos assim espero). Agora dou risada dela, mas na hora… hahahaha
      Também espero que seu 2016 seja maravilhoso e que eu possa ajudar a torná-lo ainda melhor❤ e o post vai sair assim que eu receber uma entrega do correio, então torça pra chegar rápido hahaha

  3. Ontem mesmo quebrei um chuveiro, meu pai trocou e qdo fui usar… Caiu o disjuntor. Fui terminar de tomar banho no banheiro da minha mãe e queimei a resistência do chuveiro dela. Depois de levar bronca e querer estar morta, comecei a pensar que era um aviso dos cosmos hahaha. Minha mãe brinca que eu preciso casar com algum fabricante de chuveiros xD Isso de pegar fogo aconteceu uma vez com a minha mãe e “zuou” o banheiro todo, tivemos de reformar o banheiro e tal 👀

    Bom 2016 pra vcs, meninas! E que boas notícias venham com frequência! ^_^❤

    • Meu Deus hahahaha você teve um dia de Luiza. Olha quanta desgraça com chuveiro num dia só!
      Hahahahahahahaha casar com um fabricante de chuveiros foi uma ideia sensacional da sua mãe!
      Ainda bem que no meu caso o fogo apagou rápido, mas dá um puta susto.
      Um ótimo 2016 pra você, Yassuiiiiii!❤

      • Nossa, sim! hahah Socorro! Minha mãe tem cada ideia hahaha xD Sim, sim! Ainda bem que não aconteceu nada demais!🙂 E embora meu 2016 tenha começado na merda ~literalmente~ HAHAHA obrigada! Sei que foi um sinal dos cosmos e que ele será maravilhoso! Assim como o seu tbm será😉

  4. Oi, oi!

    Aqui em casa a gente nem tem chuveiro elétrico porque o clima no Tocantins não colabora. Tipo: mesmo quando faz “frio” lá pelos 24ºC a gente tá se abanando de calor. Tenso demais.

    Massss… Confesso que eu acho legal quando vou à casa de algum parente e tomo banho no chuveiro elétrico. Mesmo saindo com mais calor, fico feliz. #coisadepobre😀

    Desejo sorte pra ti em 2016 com os chuveiros e toda essa muvuca. Ah!, feliz ano novo!🙂

    Bjs!

    http://naomevenhacomdesculpas.blogspot.com/

    • Às vezes aqui em São Paulo você se depara com 18° num dia nublado do verão, então imagine no inverno como seria um banho frio hahaha
      Adoro banho com água morna e só aceito agua fria se o dia estiver pra mais de 33° hahahaha
      Obrigada =D Feliz ano novo pra você também

  5. Você tem que aprender a ouvir seus chuveiros. Eles estão te dizendo exatamente isso: que eles querem ser ouvidos, que eles não são apenas um vice decorativo do seu banho e que eles também têm algo a dizer.
    Chuveiros também são seres com sentimentos.

    • “Vice decorativo” HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Patthy❤
      Você tem razão, preciso dar mais atenção a eles. Já que não conseguem me escrever uma carta, eles quebram em forma de protesto.

  6. Miga do céu, não acredito que um chuveiro uma vez caiu no chão e pegou fogo.
    Mas olhe, quero dizer que entendo seres inanimados que nutrem ódio por nós. O meu ser arqui-inimigo inanimado é a escada. Não sei nem quantas vezes já caí em escadas, dos jeitos mais bizarrinhos: subindo, descendo, segurando no corrimão (como? me perguntam – e eu não sei), correndo, devagar, porque um degrau estava molhado sem motivo algum. Enfim. Estamos juntas.
    Não tinha visto esse post, mas fiquei feliz que vim stalkear seu blog e o descobri!

    blogdeclara.com

    • HAHAHAHAHA sim, isso é real. Foi assustador quando aconteceu, mas depois acabou virando uam das histórias mais divertidas de contar.
      Nossa, escadas são perigosas, toma cuidado! Não seja Nazaré Tedesco consigo mesma =P E deixa eu perguntar: nunca quebrou nada nessas quedas? Porque eu caí de escadas poucas vezes na vida e em duas delas eu virei/quebrei meu pé. Aliás, todas as minhas histórias de ossos quebrados por bobagem também dariam um post hahaha
      Que bom que gostou do post =D

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s