Uma caixinha mensal de surpresa e amor

Ou “minha experiência com a TAG: Experiências Literárias”.

Não é segredo para os leitores desse blog que eu sou inscrita em uma série de canais de YouTube, e dentre eles temos alguns booktubers, como a Tati que eu citei nesse post aqui. Pois bem, lá no final de outubro eu me deparei com esse vídeo da Mell Ferraz (<3), fiquei encantada com a ideia de uma caixinha mensal com um livro surpresa e, num raro ato meio impulsivo meu, resolvi assinar pra receber o kit do mês de novembro e ver se eu gostava da brincadeira.
Vamos a uma explicação mais detalhada sobre a TAG. Mensalmente, a equipe do projeto convida um curador para escolher um livro que ele ame e, depois de preparar todo um conteúdo extra muito cuidadoso, envia a obra aos associados. Esses curadores são referências das mais diversas áreas do cenário intelectual: além de escritores – Mário Prata, Luis Fernando Verissimo e futuramente Luiz Ruffato, por exemplo -, temos professores de filosofia, médicos, críticos, tradutores e todo tipo de estudiosos de outras áreas do conhecimento. Os livros indicados transitam entre alguns exemplares de não-ficção (como no kit de novembro do qual falarei daqui a pouco), e grandes autores da literatura. Além disso, todo mês os associados recebem um marca página personalizado, uma revista com mais informações sobre a obra, o autor e o curador e algum mimo correspondente ao livro do mês.
Uma das coisas mais legais do projeto, porém, é que a obra do mês seguinte fica basicamente em completo sigilo. A única coisa a que você tem acesso é um breve resuminho com dicas sobre o enredo e sobre o escritor, mas nada além disso. Se você bancar o detetive, descobrir qual o livro do mês seguinte e já o tiver na sua estante, pode contatar o pessoal da TAG para que eles enviem o kit de algum mês anterior, ou até mesmo cancelem a cobrança daquele mês.

Passei tempo demais explicando a experiência e até agora falei muito pouco de como eu a vivi. Como assinei nos últimos dias de outubro, o meu primeiro kit seria o do mês seguinte. Foi fácil perceber, a partir da descrição no site, que a obra indicada pelo Clóvis (professor da ECA, aliás <3) era de não-ficção focada em filosofia. Embora eu goste muito dessa área de estudo, confesso que tenho uma preferência por livros de ficção, então minha ansiedade dividia espaço com um medo de não gostar. Ao mesmo tempo. depois de muito fuçar na internet descobri que a obra de outubro tinha sido essa aqui do Poe, o que me deixou aliviada por ter descoberto o projeto apenas ao final do mês, já que ganhei um exemplar com a obra completa do autor de aniversário.
E então, antes que eu pudesse pensar muito, chegou meu primeiro kit.

Caixinha TAG

Os dois lados da caixinha de 2014/2015, com caricaturas de autores consagrados

Essa caixinha já era uma delícia de receber, o que me deixou três vezes mais empolgada do que já estava. Meu autocontrole para tirar as fotos antes de abrir tudo foi impressionante, mas como eu já tinha estabelecido que se gostasse da experiência esse post sairia, consegui me conter. À medida que fui desbravando a caixinha, fui também me deparando com outras pequenas alegrias.

Abertura kit

Primeiro kit: cartinha de boas-vindas, folhetinho explicando a experiência, um pouco do presente do mês e o embrulho com livro e revistinha.

Quem recebe o primeiro kit surpreende-se com o carinho que eles dedicam aos novos associados: além das etiquetas personalizadas, você é presenteado com uma cartinha de boas-vindas e com um folheto que explica um pouco mais de como funciona a TAG. Até dezembro de 2015, o livro vinha embrulhado com papel microondulado e barbante. A mudança de pacote foi um dos pontos altos do primeiro kit desse ano, mas não coloquemos os carros na frente dos bois.

Ímãs Nietzsche

Receber um presente personalizado para a obra é uma das partes mais deliciosas de receber a caixinha todo mês. Além de me questionar sobre o livro, eu fico sempre me perguntando qual será o mimo do mês. Em novembro, a surpresa foram ímãs do Nietzsche. Minha geladeira agradece a filosofia hahahaha❤

Livro, marca-página e revista

Desvendado o mistério, a obra indicada pelo Clóvis foi Aprender a Viver, do filósofo francês Luc Ferry. Trata-se de uma introdução à filosofia, escrita para aqueles que querem um primeiro contato com o tema. Na revistinha, que é deliciosa de ler e dá pra devorar em poucos minutos, Clóvis conta um pouco de sua ligação com esse campo do conhecimento e explica a escolha da obra. Temos também muitas informações sobre o autor, sobre como surgiu o livro indicado e uma série de “ecos da leitura”, seção na qual somos apresentados a complementos diversos, que vão desde mais sugestões de leitura sobre o tema até filmes que possam interessar quem gostou da obra. Toda a pesquisa envolvida para a confecção da revista é de um cuidado lindo. No final, um teaser do livro do mês seguinte.

E chegamos em dezembro.
Embalagem 2014-2015

O que acontece quando você fez um trabalho que envolve Gabriel García Márquez pra faculdade? Isso mesmo, você mata a charada do último kit do ano na hora hahahaha…
Confesso que embora isso tire o “elemento surpresa” da coisa, também ajuda a te deixar mais ansioso. Eu não tinha o livro e adoro Gabo, então mal podia esperar para que o kit de dezembro chegasse, mesmo sabendo que talvez eu não fosse ler a obra tão cedo. Sabe como é, sou daquele tipo de pessoa que gosta de ter o livro comigo e vê-lo na estante mesmo que só vá lê-lo daqui mais de ano HAHAHA. Minha ansiedade para receber o mimo do mês, então, era enorme.

Selos Gabo

Selos iguais aos que foram feitos pelo governo colombiano em comemoração ao Prêmio Nobel de Literatura de 1982, gente! Como não amar?
Infelizmente o hábito de enviar cartas não é mais tão comum hoje em dia. Além disso, mesmo que esses fossem os selos originais e que eu pudesse usá-los, não sei se teria coragem de me desfazer de qualquer um deles❤ De qualquer forma, guardarei com muito carinho.

Livro, marca-página, revista e selos

Preciso elogiar a arte dessas revistas: as ilustrações das capas são LINDAS!

Janeiro seria um mês bastante especial pra TAG e pra mim. Além de mudanças como um todo no kit, o curador do mês era Luis Fernando Verissimo, meu cronista favorito e escritor de alguns dos textos mais deliciosos que eu já li. Já até escrevi textos inspirada no estilo dele. Aliás, aproveito o espaço pra recomendar fortemente o conto “A Mancha”, presente no livro Os Últimos Quartetos de Beethoven e Outros Contos, que mistura humor e drama de um jeito que só Luis Fernando consegue fazer. Ô família maravilhosa❤
Também desvendei rapidamente o mistério do autor recomendado por ele, mas preferi controlar a ansiedade e não procurar o livro para manter pelo menos uma parte da surpresa.

Caixinha nova

Nova caixinha, com livros e os dizeres “este kit contém amor”

Dentre as maiores novidades de 2016 está o redesign da caixinha. Eu gostava muito da anterior, talvez porque nela estivessem alguns dos meus autores favoritos, mas achei que o novo modelo ficou lindo e entendo a mudança. A alteração da embalagem, porém, foi muito mais interessante.

Embalagem nova

Nova embalagem personalizada para cada obra. Borrei as coisas escritas pra não estragar a surpresa de quem ainda não recebeu o kit de janeiro

A ideia da nova embalagem é que agora você possa encaixá-la na sua estante e guardar a revista junto com o livro. Personalizadas, elas vêm com alguma referência ao enredo – no caso, como se trata de um livro policial, a arma – e o nome do autor, que eu fiz questão de borrar pra não dar spoilers caso algum associado que ainda não recebeu o kit chegue nesse post. Achei o primeiro exemplar lindo e fiquei bem feliz com a mudança, já que morria de dó de jogar o papel microondulado fora.

Arma de papel

Já imaginava que o presente teria a ver com toda a aura policial da obra e do autor, mas achei uma graça eles enviarem uma arminha de papel com citação do livro para servir como marca página ou como decoração para a seção de obras policiais da estante. Detalhe que demorei mil anos pra fazer com que essa foto ficasse decente, até porque errei o lugar do dedão em algumas delas HAHAHA

“Mas Luiza, não é mais fácil – e mais barato – eu simplesmente comprar um livro numa livraria e pronto?”. Sem dúvida alguma, mas o prazer de receber a caixinha da TAG é totalmente outro. A questão não é apenas a obra do mês: é o carinho envolvido em todo o projeto. Quer dizer, só o processo de procurar uma referência intelectual para recomendar um livro já demonstra todo um cuidado, mas como se não bastasse isso, eles se preocupam em fazer uma boa pesquisa para a revistinha e em investir tempo para pensar num presente personalizado e elaborá-lo. Pra vocês terem uma ideia, eles já entregaram uma mini-vodka com rótulo customizado para acompanhar um Dostoiévski. Não me imagino cancelando a assinatura e mal posso esperar pelo kit de fevereiro, que, dessa vez, vai ser uma completa surpresa.
Se você se interessou pela TAG, pode encontrar ainda mais informações no site ou na página deles no facebook. Ah, e se decidir assinar depois de ler o meu post, coloca lá que recebeu indicação minha, assim eu recebo uma ecobag no mês que vem =P

22 comentários sobre “Uma caixinha mensal de surpresa e amor

  1. Aaaaaah, fiquei tão feliz quando vi que esse post tinha saído! Tava esperando você falar dessa caixinha porque lembro de ter visto o vídeo da Mel e depois ler algum comentário seu sobre o assunto 😊💙 Parece ser bem divertido mesmo, mas foi justamente uma das questões que você levantou no texto que, na época, me impediu de assinar. Pode ser que eu acabe assinando num futuro, mas não me vejo fazendo isso agora. De qualquer modo, adorei o post, adorei o tema, adorei o modo como você descreveu os detalhes. Espero que quem se interesse pela assinatura possa acabar encontrando seu texto (e aí tenho certeza que não surgirão mais dúvidas) 🌸

    P.S.: Essa arma de papel hahahaha ❤

    • Que bom que você gostou do post, Mai!❤
      Gosto muito dos pequenos detalhes que eles incluem no kit, torna toda a experiência bem mais cuidadosa e interessante. Não é só a indicação, os presentes, a caixa bonita, a revistinha: é tudo isso junto nessa proposta maravilhosa.
      E siiiim, achei a arma de papel muito amor, apesar de não gostar de armas de verdade hahaha

  2. Eu sempre achei essa ideia de subscription box um amor! Sem dúvida a melhor parte deve ser chegar em casa e descobrir que o seu pacote chegou❤ eles são como um presente feito à mão: cheios de cuidado e carinho! haha

    • Exatamente! Já tinha visto outras subscription boxes e achado a ideia muito boa, mas nunca tinha me animado a assinar como foi com a TAG. E cada vez que a caixinha chega eu fico toda feliz hahaha❤

  3. Luiza do céu, que AMOR. Que cuidado, que delicadeza e que ideia legal. Só não sei se seria uma boa ideia pra mim porque eu já li MUITOS livros, teria medo de virem repetidos, e porque eu tenho uma lista de livros pra ler pro resto da minha vida, hahahaha. E eu nunca consigo terminar a lista, então seria sempre um livro a mais indo pro fundo da fila. Só que fiquei de cara com a fofura e o cuidado da caixa. Vai ser bem massa acompanhar com você essa experiência!

    blogdeclara.com

    • Siiiiim, é muito amor!
      Com relação a virem repetidos, eles têm um esquema de troca bem interessante. Não precisei usar por enquanto, mas fico imaginando como será se eu me deparar com uma obra que já tenho. E eu deveria ser mais controlada, porque também tenho essa pilha de livros pra ler na vida e continuo acumulando porque “aaaaai, preciso de mais livros” hahaha acho que tenho um problema =P

  4. Depois da nossa conversa sobre livros vou me atualizar com as postagens e olha lá os livros de ~exclusiva da literatura~ ali no fundo. hahaha
    Que capricho na montagem dessas caixinhas, não? Coisa mais chuchu esse revólver! (Isso porque é de mentirinha, não sou uma entusiasta de armas de fogo. Dizem. =B)

    • Olha só, além deles serem livros de ~exclusiva da literatura~, eles ainda fazem um ótimo cenário pra fotos.
      Sim! Penso até em pedir kits antigos, mas não tão cedo. E te entendo hahahaha achei um amor.

      Sobre a dificuldade de segurar a arminha, não tem nada a ver com meus olhos estarem voltados pra outras coisas… é só que… er… na verdade… =P

  5. Já havia dado uma olhada no projeto, toda hora ele aparece como sugeridos no FB e tal, e sempre achei uma boa ideia. Só não fui em frente e assinei por falta de um depoimento sincero de alguém que eu conhecesse, que tivesse assinado e realmente curtido a dinâmica. Ainda não estou 100% certa de assinar, a ansiedade é uma vilã nesses momentos, mas estou considerando bastante, haha. Um beijo!

  6. Sabe que eu li esse seu post assim que saiu mas fiquei “meio assim” de fazer um comentário superficial? Enfim, a questão é que eu não sei falar de literatura como você. Admiro tanto sua forma de escrever, Luh! Te acho ~a culta~ (de um modo ótimo, viu?).
    Todo o carinho com que preparam a caixinha é palpável, né? Fico encantada ao ver isso! E entendo bem o apelo que a caixa tem, mesmo sendo um livro mais caro do que você pagaria em uma loja, porque você você não está pagando pela obra, mas por toda a composição, né?
    Beijo, Luh!

    • Ai, Lí, agradeço muito pelo elogio❤ mas ó, um comentário seu jamais seria superficial, viu?!
      Você entendeu exatamente o que mais me agradou na TAG. O gostinho é todo diferente 😍

  7. Gente que projeto mega legal! Quanto carinho e trabalho ao preparar esse kit (: Achei super criativo e bom, apesar de ter adorado e ido pesquisar mais um pouco, não sei se participaria pela minha falta de tempo atual para poder parar e escrever sobre, já que ultimamente os únicos livros que estão comigo é os do TCC! Mas, cara, eu super adorei, e com certeza quando passar essa doideira, vou participar! Adorei ler seu depoimento.

    bjs,
    Carol | Espilotríssimo
    http://carolespilotro.com

    • Que bom que gostou tanto assim! \o/ E acredito que, se você assinar quando acabar o TCC, vai ser como um ótimo presente de formatura (e uma linda maneira de ler algo além de obras acadêmicas hahaha).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s