Small Talk

A definição principal da expressão “small talk” lembra um pouco aquilo que nós, brasileiros, chamamos de “conversa fiada”. Sabe aquele papo que geralmente ocorre com um estranho ou com um semi-conhecido e cujo único objetivo é estabelecer uma interação social? Exatamente esse. Ele pode surgir numa conversa sobre clima, ou naquela pergunta sobre ocupação, família, qualquer coisa banal… Alguns taxistas são verdadeiros especialistas nessa arte de “small talk”.
O que pode parecer plenamente natural para a maioria dos seres humanos funciona quase como tortura para pessoas tímidas. Verdade seja dita: nosso cérebro pode ser muito evoluído em vários outros aspectos, mas quando chegamos no campo da interação social, ele funciona com a mesma velocidade dos computadores na época da internet discada. Ou, para alguns casos mais sortudos, a rapidez de quando nossos celulares usavam sinal 1G, antes de sequer sonharmos com 3G ou 4G.
Querem um exemplo? Simulemos uma dessas conversas entre diferentes tipos de pessoas.

Duas pessoas normais:
– Oi, tudo bem?
– Tudo, e você?
– Tudo também. Nossa, o dia tá quente, né?!
– Sim, tá bem abafado. Ouvi dizer que vai chover no final da semana.
– É mesmo? Que bom, eu passo mal no calor e…
Olha aí uma conversa fluncional, que flui bem e que pode continuar por algum tempo.

Um indivíduo um pouco tímido em cena:
– Oi, tudo bem?
– Tudo, e você?
– Tudo também. Nossa, o dia tá quente, né?!
– É, verdade… (com um sorriso no rosto)
Faz-se uma longa pausa de silêncio.
Nesse meio tempo, descrevo o que se passa na cabeça do tímido: nossa… eu deveria ter dito algo a mais, né?! Esse silêncio tá constrangedor. O que eu faço? E… e se eu falar daquela notícia que eu vi de que vai chover no final da semana? Não, já passou tempo demais, vai parecer que tenho delay ou sei lá. Ah, poderia criar outro assunto. Mas eu não tenho outro assunto. Não sei do que falar. E agora? Será que pareceu grosseria? Melhor eu continuar de boca fechada.
Atenção para o fracasso retumbante de público e crítica dessa interação social.

Reprisemos mais uma vez a conversa, só que dessa vez com alguém extremamente tímido:
– Oi, tudo bem?
– Tudo… (com um sorriso no rosto)
Faz-se uma longa pausa de silêncio.
Em questão de alguns segundos, a seguinte reflexão se inicia: MEU DEUS, a educação manda que eu tivesse perguntado “e você?”. Nossa, nossa, que pessoa horrível que eu sou. Passei a impressão de que não me interesso. Deve achar que eu odeio gente. Ou que eu odeio ele. Será que eu devo olhar e sorrir pra diminuir a grosseria que eu fiz? (olhar de soslaio) Melhor não, vai achar que tenho problemas. E se eu checar o celular? Mas aí vai parecer ainda mais grosseiro…
Além de uma interação social com altíssimos níveis de constrangimento, temos uma pessoa que mal consegue cumprir com o be-a-bá da interação social.

O mais difícil disso tudo, porém, é que geralmente as pessoas se conhecem por meio dessas conversas, o que muitas vezes impede o tímido de fazer novas amizades. Como nós não iniciamos diálogos (a não ser que tenha uma arma apontada pra nossa cabeça) e os outros geralmente interpretam erroneamente nossas atitudes, ficamos a ver navios. E de repente tudo isso gera uma bola de neve, porque cada vez mais nós achamos que somos incapazes de nos comunicarmos com os outros.
Talvez o Bruno Maron tenha razão e sejamos um bando de egocêntricos que acham que o mundo gira em torno de nós e das nossas falhas. Talvez precisemos de ajuda. Mas se você tentar conversar com alguém que parece legal e essa pessoa for de poucas palavras – e, ocasionalmente, estiver meio encolhida e aparentemente constrangida -, não desista tão fácil. Isso não quer dizer necessariamente que ela te odeie, que ela seja antissocial, que ela ache seu papo entediante ou que ela seja grossa. Às vezes o cérebro dela está apenas processando uma série de arrependimentos por não ter processado respostas decentes para o que você disse. E nós podemos ser legais depois que você ganhar alguma intimidade conosco, eu juro!

P.S.: favor não confundir “introvertido” com tímido. Embora essas características apareçam comumente ligadas, nem todo introvertido é tímido. Existem quatro tipos diferentes de introversão e nem todos envolvem ter dificuldades com habilidades sociais. Se quiser saber um pouco mais sobre isso, dê uma olhada nesse link (em inglês porque é o mais completo, mas existem versões em português por aí).

20 comentários sobre “Small Talk

  1. Meu Deus, como me identifiquei! hahahahaha Não que seja uma novidade pra você, mas somos bem parecidas nesse aspecto. Inclusive lembrei da nossa primeira conversa em 2013 hahahaha Ainda bem que a conversa, mesmo tímida, deu certo pra gente, né? ❤ E que Machado de Assis nos uniu naquele dia 😊✨

    • Demos sorte em sermos bem parecidas nesse aspecto, porque daí nenhuma de nós estranhou o silêncio que ficou pairando ali hahahaha❤
      E repito, porque nunca é demais: o que Machado de Assis uniu ninguém separa!

  2. ESSE TEXTO
    A MINHA VIDA
    É EXATAMENTE A MESMA COISA

    No caso, eu sou a pessoa considerada apenas tímida, não extremamente tímida. Mas mesmo assim. São raras as vezes que consigo reproduzir o primeiro diálogo, mas com o tempo e com prática, tenho conseguido estabelecer conversações mais prolongadas. Até que o assunto morra nas palavras da outra pessoa e eu não faça mais ideia do que falar. UHAUAHA

    Beijinhos.

    • Adoro ler que alguém se identificou com alguma situação de um texto meu❤
      Hahahahaha entendo como é… eu ainda to no grupo que precisa fazer um esforço mental gigantesco pra elaborar uma resposta, imagine então algo mais natural ou complexo, como, sei lá, criar um assunto do nada! Mas tenho fé de que vou melhorar com o tempo HAHAHA

  3. Ia comentar, aí me deparei com a página sobre introversão, parei para fazer o teste porque eu fiz uma vez um similar no Buzzfeed e esqueci meu resultado (acho que deu algo similar ao thinking). Aí resolvi voltar aqui porque senti que ia esquecer de terminar o comentário. heh
    A falta de habilidade pra desenvolver um diálogo não é nada. E o talento que alguns têm (eu inclusa) pra remoer isso 50 anos depois. Tenho vontade de me esconder embaixo da cama lembrando das gafes da pré-escola.
    Enfim, sendo uma pessoa introvertida and tímida não faço questão de fazer uma centena de amigos. Mas às vezes penso que seria bom eu fazer uns novos pra quando meu único amigo tem mais o que fazer (aquelas HAHAHAHA).

    • Legal que o do Buzzfeed também fui eu quem indicou, só que no twitter hahaha… se não estou muito enganada, o seu resultado antigo deu quase igual a esse novo..
      Nossa, eu tenho MUITO isso! Do tipo “eu bem que podia ter dito algo naquela conversa lá na terceira série”. Ou “já que eu raramente abro a boca, por que fui falar tal coisa naquela ocasião?”. Pior que as outras partes envolvidas provavelmente nem lembram mais daquilo hahahaha
      Também não faço questão alguma de ter um monte de amigos, mas percebo que às vezes deixo escapar a oportunidade de conhecer melhor alguém que parece legal, sabe?! Na verdade acho que é isso que me incomoda.

  4. Essa coisa de pensar em algo e deixar de falar porque já passou da hora e vai parecer que eu tenho delay SEMPRE acontece comigo, é impressionante. Muitas vezes eu demoro pra pensar no que dizer, mas quando penso em algo legal já nem faz sentido tocar naquele assunto mais. hahaha E embora as vezes eu não pergunte/fale alguma coisa só porque estou sendo tímida ou avoada, admito que as vezes é por pura intenção mesmo. Nem é por maldade, mas tenho aqueles dias de não querer muita conversa, sabe? Independente de quem for.. Enfim, vou fazer o teste e ver no que dá, fiquei curiosa. :B Beijo, Luh!

    • Exatamente! Daí você pensa “se eu voltar a tocar nesse assunto agora, que já passou num sei quanto tempo, a pessoa vai me olhar com uma cara estranha, achar que eu tenho problemas e fugir pras colinas”.
      Sei, sim. Tem dias que a gente só quer ficar sozinho, e isso faz com que o ato de conversar vire, além de difícil, meio que um fardo. E de novo: pessoas que não são introvertidas tendem a interpretar isso como “sou antissocial e odeio todo mundo”, quando não é assim, né?! Foda.

  5. Depois de tudo isso tô começando a pensar que a pessoa em questão que comentei com vocês no e-mail na real não me desgosta, só é tímida (principalmente nisso de eu puxar papo e ela perder o timing).
    Bora lá fazer o teste e compartilhar no mailchat😄

    • Na última vez que você falou dessa pessoa eu cheguei a pensar nessa possibilidade, viu?! Só não te dou certeza por causa de um detalhe que você comentou, mas se ela for de fato tímida, até isso pode ajudar pra que ela tenha dificuldade em conversar com você. Enfim, não vou falar muito mais que isso senão invado a privacidade docêis hahaha

  6. Luiza, vou ler um pouco mais pra descobrir se sou introvertida ou se sou tímida, mas me acontece muito de ir pensando em algo massa pra falar, alguém me cortar por algum motivo e eu nunca falar nada por achar que é tarde demais, entre outras coisas. Não sei você, mas em muitos casos, eu acho é que preciso de ajuda mesmo, hahaha. Porque a sensação de ficar nervosa em situações sociais não é gostosa, então não pode ser coisa boa…

    blogdeclara.com

    • Nossa, isso de alguém me cortar acontece di-re-to. Dá muita raiva que nos poucos casos que eu penso em algo pra falar eu não consigo porque alguém não deixa hahaha
      E eu também acho que preciso de ajuda porque concordo plenamente com você. Ficar ansiosa do jeito que eu fico em situações sociais não deve fazer bem pra saúde.

  7. Esse texto, minha vida. Sempre que me deparo com uma situação que requer uma conversa social, imagino o Castiel falando “My ‘people skills’ are ‘rusty'”, porque é exatamente isso. Eu preciso estar muito bêbada de sono para conseguir ter o diálogo completo, caso contrário oscilo entre o tímida e extremamente tímida. Pra você ter noção, só depois de um ano e meio trabalhando no mesmo lugar eu conseguia dar bom dia para o zelador num tom audível. E ainda sou introvertida, ou seja.

    Fiz o teste e o meu resultado deu um quadrado, hahaha. Mais ou menos 40% para todos os tipos: social, thinking, anxious e retrained. Será que isso é bom?

    Enfim, espero que Strangers in the Night tenha feito teu dia mais feliz, e sobre Neko Atsume: não é mais expansão, não, são remodels. Se você for na opção “others” no menu, vai ver outros cenários disponíveis para comprar por 140 ou 280 peixinhos dourados. Aí só muda isso mesmo, o tamanho do espaço é o mesmo. ^-^

    Beijinhos!

    • AMO “my ‘people’ skills are ‘rusty'”. Tem outra dele que eu também me identifico muito: “I need your help. It seems this is going to involve talking to people” hahahaha
      Minha vida é oscilar entre o tímida e o extremamente tímida. E sei bem como é isso de dizer “bom dia” baixinho demais hahaha
      Meu resultado deu bem parecido com o seu no site, com um tiquinho a mais pra anxious e thinking e um tiquinho a menos pra social.
      Fez, sim! E obrigada pela dica, já troquei o modelo do meu jardim e to bem feliz com isso hahaha

  8. Sempre fico me sentindo uma fraude quando tenho que ficar de conversinha com alguém, simplesmente não nasci pra ficar papeando aleatoriamente por aí! Esse texto descreve muito bem várias passagens da minha vida, HAHA, inclusive os pensamentos. Não que eu seja tímida, porque penso que não sou, mas a introversão é marca registrada dessa que vos escreve. E meio que rola uma preguiça também em interagir e ficar inventando assunto, HAHAHA. Desculpa sociedade, “small talk” não é pra mim. D:

    • (A garota Pixar dentro de mim imaginou o Buzz dizendo “EU SOU UMA FRAAAUDE” HAHAHAHA desculpa, voltemos à programação normal)
      Eu não curto muito “small talk” de modo geral, mas ser tímida só me deixa mais desconfortável com a situação toda. Criar assunto é um porre e exige muito esforço mental, não sei como as pessoas conseguem.

  9. Luh, você recebeu meu comentário no último post? Acho que estou com problema na hora de enviar alguns comentários )):
    Sinceramente eu fiquei ainda mais confusa sobre introversão x timidez, não sei o que eu sou #sos
    Te indiquei para uma tag, passa lá no blog e pega!
    Beijos e até mais :*

    • Não recebi =( algumas pessoas têm dificuldade de comentar aqui também.
      Hahahahaha as duas coisas se misturam muito, mas alguns introvertidos não têm dificuldade em manter interações sociais, eles só gostam de ficar sozinhos com seus pensamentos de vez em quando.
      Passei lá antes de ver seu comentário e, se tudo der certo, a tag vai ao ar hoje \o/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s